Publicidade

7 Nomes de escritoras importantes para inspirar no batismo da sua filha

1 – Angela

Angela Yvonne Davis é uma ativista política, filósofa, acadêmica e escritora estadunidense. Também é professora da Universidade da Califórnia, Santa Cruz.

Publicidade

Publicidade

Livros de Angela Davis:

Publicidade

  • If They Come in the Morning: Voices of Resistance (New York: Third Press, 1971).
  • Angela Davis: An Autobiography, Random House (September 1974).
  • Joan Little: The Dialectics of Rape (New York: Lang Communications, 1975)
  • Women, Culture & Politics, Vintage (February 19, 1990).
  • The Angela Y. Davis Reader (ed. Joy James), Wiley-Blackwell (December 11, 1998).
  • The Meaning of Freedom: And Other Difficult Dialogues (City Lights, 2012).
  • Freedom Is a Constant Struggle: Ferguson, Palestine, and the Foundations of a Movement, Haymarket Books (2015).
  • Herbert Marcuse, Philosopher of Utopia: A Graphic Biography (foreword, City Lights, 2019).

2 – Cecília

Publicidade

Cecília Benevides de Carvalho Meireles foi uma jornalista, pintora, poeta, escritora e professora brasileira de grande importância para a história e cultura do país. A escritora já lançou dezenas de livros e tem uma vasta bibliografia com títulos como “Romanceiro da Inconfidência” (1953) e “Ou isto ou aquilo” (1964).

3 – Violeta

Violeta del Carmen Parra Sandoval, mais conhecida como Violeta Parra, foi uma compositora e música chilena, reconhecida como uma das principais folcloristas da América do Sul e divulgadora da música popular de seu país. Seu trabalho inspirou vários artistas posteriores, que continuaram com sua tarefa de resgatar a música popular chilena e as manifestações constituintes do folclore chileno e latino-americano. Suas canções foram tocadas por diversos artistas de todo o mundo. Em comemoração ao seu nascimento, o dia 4 de outubro é celebrado como o “Dia da Música e dos Músicos Chilenos” em todo o Chile.

Publicidade

Publicidade

Discos da Violeta Parra:

  • 1956: Cantos de Chile (Presente/Ausente)
  • 1957: El folklore de Chile, vol. I – Violeta Parra, canto y guitarra
  • 1958: El folklore de Chile, vol. II – Violeta Parra acompañándose en guitarra
  • 1959: El folklore de Chile, vol. III – La cueca presentada por Violeta Parra
  • 1959: El folklore de Chile, vol. IV – La tonada presentada por Violeta Parra
  • 1961: El folklore de Chile, vol. VIII – Toda Violeta Parra
  • 1962: Violeta Parra en Argentina
  • 1963: Au Chili avec los Parra de Chillán (con Isabel y Ángel Parra)
  • 1965: Recordando a Chile (una chilena en París)
  • 1965: Carpa de La Reina (varios intérpretes)
  • 1966: Las últimas composiciones

4 – Eliane

Eliane Brum é escritora e jornalista brasileira com uma vasta carreira em periódicos e também livros. Além disso, Eliane também trabalha em projetos audiovisuais, em especial, documentários.

Alguns livros de Eliane Brum:

  • 1994 – Coluna Prestes – O Avesso da Lenda (Artes & Ofícios)
  • 2006 – A Vida que Ninguém Vê (Arquipélago Editorial)
  • 2008 – O Olho da Rua – uma repórter em busca da literatura da vida real (Globo)
  • 2011 – Uma Duas (LeYa)
  • 2013 – A Menina Quebrada (Arquipélago Editorial)
  • 2014 – Meus desacontecimentos – A história da minha vida com as palavras (Arquipélago Editorial)

Filmografia:

  • 2005 – Uma História Severina.
  • 2010 – Gretchen Filme Estrada.
  • 2017 – Laerte-se.
  • 2017 – Eu+1: Uma jornada de saúde mental na Amazônia.

5 – Cora

Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, mais conhecida como Cora Coralina, nome dado a partir da palavra “coração”. Seus livros mais emblemáticos são “Poemas dos Becos de Goiás” e “Estórias Mais”. Mesmo tendo estudado somente até o 2º ano do Ensino Fundamental, recebeu o título de doutora “Honoris Causa”, pela Universidade Federal de Goiás, o Prêmio Intelectual do Ano e foi a primeira mulher a receber o troféu Juca Pato.

6 – Carolina

Publicidade

Publicidade

Carolina de Jesus nasceu em Minas Gerais, em uma comunidade rural onde seus pais eram meeiros. Moradora da favela do Canindé, zona norte de São Paulo, trabalhava como catadora e registrava o cotidiano da comunidade em cadernos que encontrava no lixo. Com muito repertório, “Quarto de Despejo” é o seu livro mais conhecido e narra a realidade de uma favela do período de 1955 a 1960.

7 – Hilda

Hilda de Almeida Prado Hilst, mais conhecida como Hilda Hilst, foi uma poeta, escritora, ficcionista, cronista e dramaturga brasileira. É considerada pela crítica especializada como uma das maiores escritoras em língua portuguesa do século XX.

Algumas das obras de Hilda Hilst:

  • Fluxo-Floema – SP: Perspectiva, 1970.
  • Qadós – SP: Edart, 1973.
  • Ficções – SP: Quíron, 1977. (Prêmio APCA/ Associação Paulista dos Críticos de Arte. Melhor livro do ano.)
  • Tu não te moves de ti – SP: Cultura, 1980.
  • A obscena senhora D – SP: Massao Ohno, 1982.
  • Com meus olhos de cão e outras novelas – SP: Brasiliense, 1986.
  • O Caderno Rosa de Lori Lamby – SP: Massao Ohno, 1990.
  • Estar Sendo/ Ter Sido – SP: Nankin, 1997.
  • Cascos e Carícias – crônicas reunidas (1992-1995) – SP: Nankin, 1998.

Participe dos nossos grupos

TelegramCanal Telegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookPágina do Facebook

Curta nossa Página e receba nossas dicas

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.