Publicidade

Agressão verbal machuca mais do que agressão física: por quê? – Confira!

Na hora de uma discussão, as palavras soam cruéis. E são ditas de maneira brutal. Isto porque pessoas falam tudo o que pensam, sem filtro algum. Aí, depois da briga, uma fica remoendo tudo que ouviu da outra. Mas, por que isso acontece? A seguir, descubra porque a agressão verbal machuca mais do que a agressão física.

Publicidade

Agressão física e verbal
(Imagem: Lenm/Barewalls)

A agressão verbal e a agressão física

Publicidade

A agressão verbal acontece quando alguém diz algo com a intenção de humilhar, manipular e/ou machucar outra pessoa e vai traumatizando a vítima de diversas formas, psicologicamente falando. E são estragos que dificilmente são superados ou esquecidos para sempre, pois pesam na alma.

Publicidade

Publicidade

Por outro lado, a agressão física é aquilo que você já sabe… consiste no ato de bater em alguém. Esta, desperta, muitas vezes, o sentimento de impotência, que até pode ser resolvido em algum momento, por se tratar da força bruta.

O poder das palavras em uma discussão

O maior problema nessas ocasiões é a falta de filtro. Talvez seja quase impossível se conter nos momentos de raiva, entretanto isso é necessário. Há ofensas que machucam no fundo da alma (indo além de um soco no estômago) e devemos identificá-las para evitar magoar o outro. Não queremos ser magoados e para tanto não devemos magoar, também. Afinal, sabemos da angústia que é quando alguém aponta os nossos “defeitos”.

Publicidade

Publicidade

A questão que perdura não é só o que as pessoas dizem, mas como elas dizem. Muitas falam de maneira agressiva e descontroladas fazem comparações que não merecemos ouvir e, para piorar, anunciam não verdades — como se fossem verdades, é claro.

Em seguida, inevitavelmente surgem as sequelas. A tendência é remoer infinitamente tudo aquilo. E, mesmo com um pedido de desculpas, é difícil para a alma perdoar e esquecer. É como dizem: quem bate esquece; quem apanha nunca esquece.

Palavras ofensivas também agridem

Muito cuidado. Existem termos e expressões que podem ferir a integridade física de qualquer um. Aliás, é desses termos e expressões que muitos se valem para atacar o outro durante uma discussão.

Por isso, nessas ocasiões, o estrago é pior. Apesar de não ser um tapa, a agressão se torna psicológica, pois faz a pessoa se sentir algo que na verdade não é — e que não esperava ouvir. As palavras de baixo calão são as favoritas desse tipo de gente.

As consequências obscuras da agressão verbal

Mais do que formar barreiras nos relacionamentos e romper com laços afetivos, a agressão verbal traz uma série de problemas psicológicos para o ouvinte. Uma discussão é  um caso isolado de agressão verbal e não podemos ignorar que há casos contínuos. Portanto, a vítima ouve as mesmas atrocidades inúmeras vezes até que chega um momento em que já não aguento mais.

Publicidade

Publicidade

Baixa autoestima, paranoia, insegurança, problemas para relacionamentos sociais e mais são as consequência da agressão verbal. Isso ocorre pois, no ato da agressão, são comuns:

  • Críticas à aparência;
  • Desprezo pelas realizações;
  • Piadas e brincadeiras que magoam;
  • Ameaças e chantagens;
  • Desrespeito à liberdade de opinião.

Dentre os danos causados por estas formas de violência verbal (e portanto psicológica), está o suicídio. Uma vez que sofre o abuso, o indivíduo tende a desenvolver doenças como a depressão. Quando não consegue mais suportar, pode vir a cometer suicídio.

Pense bem antes de falar: escolha o momento certo para dizer e como vai dizer

Quando você sentir que já está falando demais, é melhor ficar quieto. Nas horas em que se está de cabeça quente, é preciso colocar as ideias no lugar e organizar os pensamentos. Apesar de a sinceridade ser uma característica positiva, ela pode ser a arma da destruição.

Não vamos usar a sinceridade para ferir ninguém; não vamos investir no confronto do outro contra ele mesmo, porque não se pode negar que ninguém permanece igual depois disso.

Pelo contrário. A mudança pode ser até desastrosa, como temos visto até aqui. No meio disso, o melhor que a gente faz é escolher as palavras certas e o momento mais adequado para conversar com os outros, sem frustrar, nem nada.

Publicidade

Publicidade

Mais: quando se desculpar com alguém, seja sincero em não repetir mais. Lembre-se que a agressão verbal machuca mais do que a agressão física.

Elouise Lopes
Redatora da WebGo Content. Graduanda em Comunicação Organizacional na UTFPR, com experiência na área de Gestão de Pessoas e Marketing Digital.

Participe dos nossos grupos

TelegramCanal Telegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookPágina do Facebook

Curta nossa Página e receba nossas dicas

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.