Aromaterapia – Como funciona? Guia Completo para você entender TUDO!

A aromaterapia é uma técnica natural para aliviar algumas sensações e sintomas por meio de plantas aromáticas. Os estudos da medicina ayurveda traz registros do uso de produtos naturais para tratamentos de saúde que datam 2.000 a.C.

Puxando a origem em uma história mais recente, o termo aromaterapia foi usado pela primeira vez por um químico francês chamado Maurice René de Gattefossé em 1920. O contexto foi um aprofundamento da fitoterapia, que estuda as funções terapêuticas das plantas e vegetais para prevenção e tratamento de doenças.

Hoje em dia, a aromaterapia está muito relacionada ao sentido mais holístico, que envolve tanto a saúde física, como também a mental e a emocional. Portanto, conforme a técnica foi sendo estudada e desenvolvida, atualmente é compreendida a partir desses três pontos da saúde.

👉 Saiba Mais: Mantras de Cura – Como funciona? Saiba como fazer

Como funciona a Aromaterapia

As substâncias que compõem o aroma dos óleos essenciais, extraídos das plantas, desprendem partículas que estimulam as células nervosas. A partir disso, esse estímulo ativa áreas do cérebro relacionadas à áreas fisiológicas ou emocionais.

Então cada planta (e óleo essencial) tem a sua atuação, confira algumas: plantas para aromaterapia

  • Canela: muito indicada para cansaço físico ou mental, usada para acalmar irritabilidade, pode ajudar a aliviar dor de cabeça, falta de concentração e também cólicas menstruais.
  • Alecrim: indicado para manter a concentração e para ter foco. Também pode ser usado para aliviar dores musculares e dores nas articulações.
  • Jasmim: é usada para problemas respiratórios, depressão e também pode auxiliar na depressão, dando ânimo.
  • Lavanda: é muito indicada para manter a calma, tratar a insônia e também equilibrara as energias.
  • Camomila: indicada para combater o estresse, pois é um calmante natural, também é muito indicada para inflamações no sistema urinário.
  • Sândalo: é usado para tratar irritabilidade, tensão muscular e também pode melhorar a libido sexual.
  • Eucalipto: tem atuação no sistema respiratório aliviando sensação de constipação, também é usado para dores musculares.
  • Llangue-ilangue: indicado para usar em tratamentos para depressão, dor de cabeça e também para pressão alta. Além disso, atua no sistema digestivo.
  • Limão: o limão auxilia quando você sente que sua energia está baixa, ele dá um ânimo e também é um excelente aliado do sistema imunológico.

Entendendo a potência da inalação

Por vezes estamos acostumadas a usar essas substâncias em chás, mas neste sentido da aromaterapia pode ser uma novidade para muitas pessoas. Isso porque a ingestão é a forma de tratamento mais comum dentro da nossa cultura. Mas os óleos essenciais não são para ingestão.

A inalação dos óleos essenciais é a forma mais completa de obter todos os benefícios que os óleos essenciais carregam consigo. Isso porque a inalação possibilita que as moléculas consigam chegar mais facilmente no sistema límbico do cérebro.

Como fazer a aromaterapia em casa

Com a descoberta de que essa ligação é uma ligação direta com a cura, a aromaterapia começa com inalações curtas, de 3 a 7 respirações seguidas por cinco vezes por dia e vai aumentando conforme o tratamento é feito.

Passa para 10 a 15 respirações seguidas, por cinco vezes ao dia e então, 10 a 15 minutos de respirações seguidas de 2 a 3 vezes por dia.

Melhores óleos essenciais para aromaterapia

Aqui vai as melhores técnicas de aplicação da aromaterapia:

Respiração simples

Para fazer a aromaterapia mais simples, respire direto do frasco do óleo essencial escolhido ou indicado, não coloque-o em outra superfície para aspirar. Não coloque o óleo essencial dentro do seu nariz, eles foram feitos para serem respirados mesmo!

Outra forma simples é ativando o óleo essencial esfregando uma gota entre os dedos e então respirando o aroma.

Aromatizador

Outra forma é colocando o óleo essencial em um aromatizador, coloque 2 ou três gotas no aparelho e ligue. Ele irá criar uma nuvem de fumaça que libera o aroma por todo o cômodo. Uma dica para quem não tem o aparelho é colocar umas gotas do óleo em uma xícara com água fervente.

Evaporação

Coloque o óleo essencial em um algodão ou compressas de pano. Com o passar o tempo o aroma será liberado. Essa é opção legal, pois você pode ter um contato mais intenso, se aproximando do cheiro ou mais suave, conforme preferir.

A evaporação é uma ótima opção para colocarmos óleo essencial em colares, por exemplo, pois assim o cheiro vai sendo liberado aos poucos e você pode respirar mais próxima sempre que precisar. Então é uma ótima tática para ter seu óleo essencial preferido sempre por perto.

Como escolher os óleos?

Você pode tanto escolher conforme suas necessidades, conhecendo as propriedades de cada um e pesquisando, quanto consultando com uma profissional especializada em aromaterapia. Certamente essa segunda opção você terá muito mais embasamento para que o seu tratamento tenha o resultado esperado.

Participe dos nossos grupos

TelegramCanal Telegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookPágina do Facebook

Curta nossa Página e receba nossas dicas

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.