Publicidade

Budismo – Tudo o que você precisa saber! Entenda a Religião, Origem e o que o Budista acredita

Muito se fala sobre as religiões ao redor do mundo, porém, pouco se sabe de fato como cada uma delas funciona na prática. Uma das religiões mais conhecidas no mundo inteiro, porém, que ainda gera muita curiosidade é sem dúvidas o budismo.

Publicidade

Publicidade

Quer saber mais sobre como funciona? Veja aqui mais sobre sua origem, quais são os dogmas existentes, se são cultuados vários deuses ou apenas um e obtenha esse conhecimento.

Publicidade

Publicidade

Continue acompanhando e saiba tudo sobre.

Budismo: origem e início

Budismo - Tudo o que você precisa saber! Entenda a Religião, Origem e o que o Budista acredita

O Budismo é uma corrente de doutrina tanto filosófica quanto espiritual, da qual surgiu na Índia, mais precisamente no século VI c.C. Ela possui como principal preceito a procura pelo fim do sofrimento humano para que assim, se possa alcançar a iluminação tão desejada.

Publicidade

Publicidade

Os princípios da religião tem como base todos os ensinamentos ditados por Siddārtha Gautama, que é comumente lembrado como Buda, que em significado literal quer dizer “Desperto” ou “Iluminado”.

Por isso, é importante entender que quem segue o Budismo em questão não adora a um deus ou demais deuses, além de que não possuem dogmas ou uma hierarquia religiosa, sendo mais como uma filosofia pessoal e busca de cada um, principalmente quando é comparada para com as demais religiões monoteístas do Ocidente.

Quais são as principais características do Budismo?

O Budismo se difere por uma série de ensinamentos dos quais tem a intenção de guiar o ser humano ao desapego dos defeitos únicos da humanidade, como é o caso da raiva, do ciúme, da inveja e de sentimentos ruins, de forma a conseguir desenvolver seu lado positivo, priorizando o amor, a generosidade e principalmente a sabedoria.

De maneira geral, o budismo é uma filosofia de vida, uma forma de atuar com suas ações perante o mundo, visto que seus seguidores geralmente possuem como característica o desapego de tudo aquilo que é passageiro, gerando assim uma auto suficiência espiritual.

Um dos estágios mais conhecidos dentro do Budismo é o Nirvana, que é considerado como o ideal, porém, não é algo que pode ser ensinado com fórmulas ou regras, apenas percebido pelo próprio indivíduo.

Publicidade

Publicidade

Outro assunto que ganha destaque é o carma, do qual segundo é dito, todas as ações, sejam elas boas ou ruins – que vem da intenção mental -, trazem consequências diante dos próximos renascimentos que virão.

Em cada renascimento, o indivíduo possui a chance de largar tudo aquilo que esteja em seu caminho até chegar a perfeição.

Dessa maneira, o renascimento é conhecido como o ciclo onde se procura aprender a quebrar o ciclo vicioso para chegar até a alma mais pura. Esse processo de vício é chamado de Samsara, do qual também é regido pelas leis do carma.

O caminho que é ensinado no Budismo é o “Caminho do meio”, onde é pregada a prática do não-extremismo, seja da ação física quanto moral.

Quem é Buda?

É interessante entender que Buda não é apenas uma pessoa ou indivíduo, mas sim um título que é dado para um mestre budista, ou, para todos aqueles que alcançaram a realização espiritual dentro do Budismo.

Publicidade

Publicidade

O primeiro Buda que existiu foi Siddhartha Gautama, que era um príncipe da dinastia Sakia na Índia, do qual deixou tudo que tinha para se dedicar à sua vida espiritual. Ele nasceu no ano de 563 a.C, sendo que foi criado rodeado de muito luxo, casou, teve um filho e depois de ter contato com a realidade humana, resolveu mudar de vida.

Ele teve um encontro com quatro pessoas em específico: uma anciã, uma doente, uma pessoa morta e uma asceta, que é uma pessoa dedicada ao desenvolvimento espiritual, sendo aí o momento de virada e indagação sobre a origem da vida.

Mas, foi quando conversou com o asceta, do qual estava sempre realizando jejum e demais ações religiosas extremas, que entendeu sobre suas dúvidas. Dessa forma, raspou a cabeça para representar sua humildade, trocou suas roupas chiques por um simples traje laranja, e por fim, se lançou para o mundo procurando por explicações para a vida no geral e seus enigmas.

Depois de sete anos de privações, Gautama sentou-se à sombra de uma figueira sagrada e começou a meditar, ficando dessa forma até tirar todas suas principais dúvidas.

Foi nesse momento que aconteceu o conhecido despertar espiritual que tanto buscada, assim, foi até a cidade de Benares, na beira do Rio Ganges com a intenção de transmitir para os demais tudo que aconteceu.

Participe dos nossos grupos

TelegramCanal Telegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookPágina do Facebook

Curta nossa Página e receba nossas dicas

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.