Quais os Significados dos Chakras? Entenda como Desvendá-los

Para começar, precisamos entender o que são chakras. De uma forma bastante simplificada, podemos resumir que os chakras são centros energéticos que representam aspectos da nossa natureza corporal, mental e energética.

Existem vários pontos de energia que estão espalhados pelo nosso corpo, mas os estudos, principalmente espirituais, identificaram que existem 7 pontos principais de energia espalhados por nossos corpo, os chakras, e cada um desses pontos está relacionado a alguma perspectiva da nossa vida e saúde.

Os 7 chakras

Diante do aprimoramento dos conhecimentos dos chakras, hoje podemos relacionar cada um desses sete pontos a questões pessoais e também de saúde. Por isso, o equilíbrio dos chakras é tão importante, considerando que a nossa saúde e bem estar só é plena se compreender todos os chakras.

os sete chakras

1º chakra – base

Esse chakra é o que nos conecta a terra e também influencia diretamente a estrutura do corpo, com uma ligação forte com os ossos, músculos, coluna vertebral, quadris, pernas e pés também. A sua localização é exatamente no último osso da coluna.

Pessoas que são muito apegadas a bens materiais ou acumuladoras costumam ter um mau funcionamento deste chakra, ocasionando problemas no intestino, tendências de depressão e também síndrome do pânico.

2º chakra – sexual

Também conhecido como Svadhisthana, que significa “cidade do prazer” em híndi, esse chakra está localizado em toda área genital e urinária. Ele é responsável pela reprodução e também pelo controle de líquidos do corpo.

Quando esse chakra está desequilibrado, ele pode causar impotência sexual, desânimo e também baixa autoestima.

3º Chakra – umbilical

Esse chakra está localizado na área do umbigo e tem uma forte relação com os nossos sentimentos e emoções como raiva, mágoa, medo, tristeza e ansiedade. Devido a essa relação, pessoas que costumam guardar sentimentos e que tem dificuldade de desabafar podem ter esse chakra desequilibrado.

Seu desequilíbrio ocasiona problemas de saúde como gastrite, enjoo e também irritabilidade.

4º chakra – cardíaco

Chamado também de “Anahata”, que significa “câmara secreta do coração”, esse chakra está localizado na região do coração, no centro do peito. Pessoas que tiveram grandes desequilíbrios emocionais são propensas a ter esse chakra fragilizado.

Algumas consequências do desequilíbrio deste chakra são imunidade baixa, depressão e também infartos.

5º Chakra – Laríngeo

Esse chakra está relacionado à tireoide e influencia diretamente a comunicação, a verbalização e a expressão de ideias. Sua localização é na garganta e por isso tem uma relação forte com o sistema respiratório também.

Esse chakra pode apresentar desequilíbrio em pessoas que “aguentam tudo caladas” e têm dificuldades em expor seus sentimentos. Os reflexos no corpos são dor de garganta, herpes, dores de dente e hiper ou hipotireoidismo.

6º Chakra – frontal

Esse chakra também é conhecido por “Ajna”, que significa “central de controle” em híndi. Sua conexão é com a hipófise, uma glândula que influencia em todos os comandos do nosso corpo. Com tanta influência, ela fica localizada no “terceiro olho”.

Pessoas que têm pensamentos muito intensos e dispersos, com dificuldades de colocar os pensamentos em prática e que têm falta de foco, podem estar passando por um desequilíbrio deste chakra ocasionando dores de cabeça, sinusites, sensações de pânico e também depressão.

7º Chakra – Coronário

Esse chakra também é conhecido por “Sahashara”, que significa “lótus das mil pétalas” em híndi é o chakra que nos conecta com o plano espiritual e nos fornece inteligência. Voltado para cima, é representado pela cor violeta e tem relação com o desenvolvimento da mediunidade.

Quando esse chakra está em desequilíbrio, as fobias, problemas neurológicos e descrença da vida vem à tona. Já quando esse chakra está equilibrado, é possível sentir a nossa sensibilidade apurada e um alinhamento com o nosso propósito, que nos leva a ter ações práticas.

Como equilibrar os chakras?

O primeiro passo é estudar e conhecer cada um desses chakras. Esse exercício deve ser guiado, inicialmente ao menos, no sentido do autoconhecimento. Para que você consiga relacionar os sentimentos e momentos de vida com o cuidado e percepção desses chakras.

Esse estudo é uma caminhada longa e eterna, então tenha paciência e comece a ter práticas diárias que ativam a sua intuição e a sua espiritualidade, como meditações, meditações ativas e Yoga. Em um primeiro momento, é interessante que você procure um terapeuta holístico para guiar a sua jornada.

Procure conhecer diferentes técnicas e profissionais para entender qual tipo de alinhamento você mais se identifica e proporciona um maior crescimento pessoal. Com o tempo você estará tão sintonizada com os seus chakras que vai perceber os desalinhamentos sozinha.

Participe dos nossos grupos

TelegramCanal Telegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookPágina do Facebook

Curta nossa Página e receba nossas dicas

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.