Publicidade

Microfisioterapia – O que é? Entenda como funciona

Conhecida como uma técnica de tratamento manual, a microfisioterapia é desenvolvida por meio de toques suaves e específicos, onde tem o objetivo de estimular a cura automática do organismo em demais distúrbios corporais e emocionais.

Publicidade

Publicidade

Os especialistas que investem nessa prática, da qual surgiu na França no ano de 1983, explicam que muitas das dores e doenças de nosso corpo são causados por pequenas disfunções, das quais se acumulam em nossa vida, terminando por deixar o organismo fraco.

Publicidade

Publicidade

Dessa forma, pequenas cicatrizes dominam o funcionamento das células, o que causa certa deficiência no sistema imunológico, que possui dificuldade de eliminar o agressor em questão.

Esses traumas podem gerar demais perdas e traumas em momentos futuros da vida, como no caso da gestação, assim como memórias hereditárias do nosso corpo.

Como funciona a microfisioterapia?

Como funciona a microfisioterapia?
Publicidade

Publicidade

Essa processo ajuda o organismo a se livrar dessas marcas, o que contribui para aumentar a saúde e o organismo, eliminando demais vestígios, sejam eles emocionais ou traumáticos.

Esse processo pode ser feito de maneira automática, porém, dependendo de quais são as causas, o corpo pode reagir de maneira negativa, gerando uma doença crônica ou até mesmo uma dor constante.

Os profissionais desse ramo garantem com que esses problemas tem a chance de cura por meio dessa técnica, que tem a possibilidade de tratarem qualquer tipo de disfunção do corpo.

Os principais tratamentos aplicados pela técnicas, são:

  • Insônia e demais distúrbios do sono;
  • Depressão, ansiedade, síndrome do pânico e fobias;
  • Dores musculares;
  • Cefaleias e enxaquecas;
  • Alergias, rinites, sinusites;
  • Traumas físicos e emocionais;
  • Fibromialgia;
  • Dificuldades de aprendizado, falta de atenção, hiperatividade, agressividade;
  • Disfunções digestivas, problemas urogenitais;
  • Disfunção hormonal, mau funcionamento dos órgãos;
  • Dificuldade de engravidar;
  • Tiques nervosos.

Esse tratamento possui o embasamento teórico diante dos estudos feitos para tratar a fibromialgia, a filogênese e também a ontogênese, que servem como base para mapear o corpo e também os gestos manuais específicos, identificando a causa primária de certa doença, de disfunção, dando mais equilíbrio e bem estar.

Publicidade

Publicidade

Essa prática deve ser feita de forma simultânea com demais tratamentos, assim como uma equipe multidisciplinar, que geralmente é formada por médicos, psicólogos, nutricionistas, dentistas, terapeutas e fonoaudiólogos, sendo também uma boa ideia usar a técnica preventiva.

Como ela é aplicada?

Nas sessões de microfisioterapia, o principal objetivo de quem a aplica é encontrar no corpo da pessoa, por meio de vários movimentos das mãos, os locais em que há acúmulo de tensão, dos quais podem ter relações com problemas que estão dominando o corpo.

Uma sessão costuma durar o tempo de 45 até 60 minutos, sendo possível notar uma grande diferença depois de apenas um simples encontro com o profissional. Mas, há casos em que seja preciso mais de duas ou três sessões até que os pontos do paciente atinjam o objetivo desejado.

Isso funciona por meio da base de que o corpo humano responde as agressões externas, sejam da maneira física ou emocional, que com o passar do tempo, criar demais tensões e geram o surgimento de mais problemas físicos.

Essa terapia precisa ser feita por profissionais que tenha essa especificação, sendo que um dos maiores centros de treinamento é o “Microkinesi Therapy”, onde os cursos são inteiramente ensinados em inglês.

Publicidade

Publicidade

É interessante destacar que mesmo que ajude com os problemas de saúde, ela deve ser usada como um tratamento complementar a medicina tradicional, ou seja, nunca como substituto do que seu médico te repassar.

Quantas sessões preciso fazer?

Como funciona a microfisioterapia?

Conforme indicado pelos especialistas no assunto, é indicado que para realizar o tratamento de um problema ou os sintomas específicas, sejam feitas entre 3 até 4 sessões, onde precisam ter um intervalo entre 1 até 2 meses entre cada uma delas.

Esse processo ainda é conhecido por ser muito recente em nosso país, sendo que foi desenvolvida na França somente no ano de 1983. No Brasil, ela ainda não é totalmente regulamentada pelo Conselho Federal de Fisioterapia, ou seja, não há nenhum tipo de formalização.

Mas, já existe um grupo de trabalho do qual atua dentro do conselho, onde se está fazendo um estudo para a regularização da mesma, principalmente em técnicas complementares integrativas.

Agora que você já sabe como funciona o processo de microfisioterapia, é a hora de procurar o profissional mais perto de você que faça esse atendimento.

Participe dos nossos grupos

TelegramCanal Telegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookPágina do Facebook

Curta nossa Página e receba nossas dicas

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.