Publicidade

Perdão em relacionamentos: quando ele é preciso? – Confira!

Perdão em relacionamentos

Perdoar algo em um relacionamento, independente do tipo de relacionamento, é um desafio para todos nós. Afinal de contas, não tem como fazer a mágoa sumir de uma hora para outra, nem dá para ignorar que ela existe. Por isso, nas próximas linhas vamos falar sobre o perdão em relacionamentos e quando ele é preciso. Confira.

Publicidade

Mágoa em um relacionamento: o que ela pode fazer?

Publicidade

Os relacionamentos são difíceis de se construir e, mais ainda, de se manter. Nesse meio, inclusive, precisa-se de muita confiança. Quando ela se rompe, no entanto, é difícil seguir em frente, como se tudo estivesse bem. Isso, principalmente, para a pessoa que se magoa. Afinal de contas, é como diz aquele ditado: “quem bate esquece, quem apanha nunca esquece”.

Publicidade

Publicidade

Um relacionamento precisa de duas partes inteiras para dar certo, uma vez que não dá para uma única pessoa se relacionar. Do contrário, não seria um relacionamento. Você não concorda?

Em outras palavras, basta que uma pessoa não esteja satisfeita com o  relacionamento para que ele desande. Afinal de contas, a falta de confiança distancia as pessoas e quebra algo que foi construído com base nela.

Publicidade

Publicidade

Por isso, nessas horas, uma pergunta mais séria deve ser feita: vale a pena manter esse relacionamento?

A partir dela dá para ver muito mais coisas.

Você deveria perdoar?

Perguntar se vale a pena manter um relacionamento ajuda a perceber se dá ou não para perdoar e se é possível seguir em frente depois da mágoa. Se você sabe que a mágoa ainda vai incomodar você ou que o erro pode se repetir e, nos dois casos, vai estar sempre se preocupado com isso, melhor não continuar.

Do contrário, se, a longo prazo, você vai estar bem mental e emocionalmente, e o relacionamento pode sobreviver talvez possa perdoar e ir adiante.

Vale ressaltar, em todo caso, que isso depende se a pessoa está mesmo disposta a se redimir. Se ela reconhece o erro e demonstra arrependimento sincero, isso é bom. Pois ela sabe o mal que causou e vai tentar ser uma pessoa melhor. Inclusive, talvez precise da sua ajuda nesse processo, para descobrir as formas de melhorar aspecto x ou y.

Publicidade

Publicidade

Afinal de contas, tudo é processo aprendizado. E, se você também quer o melhor para esse relacionamento, nada melhor do que ensinar à outra pessoa o que você já sabe.

O mais importante é o seu bem estar. Se você sabe que vai ser continuamente ferido, não é legal investir em perdão. Mas se você já até perdoou internamente e sabe que vai ficar tudo bem, siga no perdão.

Perdão em relacionamentos
(Imagem: Unsplash/Brett Jordan)

Lembre-se: empatia e compaixão importam

Você tem sua trajetória e história de vida. Ou seja, você teve suas experiências, seus aprendizados e passou por determinadas situações. Da mesma forma, as pessoas com quem você se relaciona tiveram as experiências delas.

Por conta disso, quando alguém faz algo que você considera errado ou que te fez mal, na hora de decidir se perdoa ou não o melhor é se colocar no lugar delas.

E, às vezes, refletir até sobre a forma como você costuma agir com o outro.

Publicidade

Publicidade

Afinal, desse modo você vai conseguir enxergar o mundo como se fosse do ponto de vista dele, para tentar entender por que agiu de tal forma ou por que fez tal coisa. Reconheça no outro você mesmo, pois é um caminho para o perdão. Perdão em relacionamentos consiste nisso também.

Perdoar não é dar outra chance

O perdão diário em relacionamentos é importante. De repente, coisas sem significado são perdoadas e o treino do perdão é diário. Mas, quando se trata de algo grave, algo que se deve ter em mente é que perdoar não significa dar outra chance.

Nesse caso, questionar se vale a pena manter o relacionamento não é suficiente.

Nesses casos, você não é obrigado a manter um relacionamento que não te faz bem. Mas pode, acima de tudo, perdoar algo. Nesse caso, o perdão serve mais para você do que para a outra pessoa. Isso porque você vai se libertar da mágoa e pode te fazer muito bem.

Afinal, a mágoa não faz bem, pois tortura a alma. Por isso, nesses casos, o que se deve fazer é: perdoar por você mesmo.

Elouise Lopes
Redatora da WebGo Content. Graduanda em Comunicação Organizacional na UTFPR, com experiência na área de Gestão de Pessoas e Marketing Digital.

Participe dos nossos grupos

TelegramCanal Telegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookPágina do Facebook

Curta nossa Página e receba nossas dicas

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.