Publicidade

Santo Inácio Loyola – Quem foi? História e Orações

A Igreja faz questão de fazer a devida devoção àqueles que serviram a Deus ao logo de sua jornada aqui na Terra. Isso porque essas pessoas viveram e morreram para Deus e, assim, tem uma história que emociona outras pessoas de maneira intensa. Veja, a seguir, quem foi Santo Inácio Loyola, cuja festa litúrgica acontece no dia 31 de julho.

Publicidade

Santo Inácio Loyola – Quem foi? História e Orações

Publicidade

Santo Inácio Loyola foi o fundador da Companhia de Jesus, que foi batizado com o nome de Iñigo e que, no entanto, mais tarde, passou a assinar Inácio. Inclusive, Santo Inácio serviu como militar e uma bola de canhão mudou sua vida para sempre.

Publicidade

Publicidade

Em vida, Inácio foi um homem que valorizou o orgulho antes de qualquer outro tipo de sentimento. Após algumas experiências divinas, Inácio Loyola entregou-se para a vida religiosa e passou a servir a Deus.

Desse modo, Santo Inácio é Patrono dos Exercícios Espirituais.Santo Inácio Loyola

História de Santo Inácio Loyola

Publicidade

Publicidade

No ano de 1491, Inácio nasceu na cidade de Loyola, que fica na Espanha. Este se referia a um nobre, de família extensa. Inclusive, Inácio era o mais novo de 12 irmãos. Dessa forma, com 14 anos o menino preferiu a carreira militar à tonsura.

Como aconteceu com muitos outros rapazes da época, Inácio viveu uma juventude cheia de aventuras e também de amores. Nesse ponto de sua trajetória, se assemelha, inclusive, a São Camilo.

Sendo assim, como o próprio Inácio escreveu, “até os 26 anos, estava entregue às vaidades do mundo”.

As coisas começam a mudar, contudo, a partir de 1517, quando Inácio começou a participar de muitos combates militares, o que se deu em vista da situação de Juan Velázquez, que o fez servir a Juan Velázquez. Desse modo, Inácio defendeu Velázquez em diferentes combates.

No dia 20 de maio de 1521, ao defender a cidade de Pamplona, Inácio sofreu um grave ferimento na tíbia da perna esquerda. Nesse época, Inácio começou a ler livros sobre diversos santos e também sobre a Paixão de Cristo.

Publicidade

Publicidade

Quando isso aconteceu, Inácio resolveu abandonar a vida que levava e passou a se dedicar às atividades de Deus.

Assim, quando se recuperou por completo, tendo isso como um sinal de Deus, Inácio resolveu ir a Jerusalém, em peregrinação. Dessa forma, enquanto realizava seu trajeto, Inácio doou roupas a um pobre, ficando com roupas mais simples e até rústicas.

Deixou, então, sua espada de militar capela do santuário de Nossa Senhora de Montserrat.

Fundação da Companhia de Jesus

Em 15 de agosto de 1534, Inágio, junto de seis amigos novos (entre eles, São Francisco Xavier), fundou em Paris a Companhia de Jesus, apesar de só poderem receber a ordenação depois da conclusão dos estudos, o que só aconteceu em 1537.

Inclusive, foi na ordenação que a figura passou de Iñigo para Inácio.

Publicidade

Publicidade

Então, 3 anos após a ordenação, o Papa Paulo III deu aprovação à nova Ordem missionário, o que se deu exatamente em 27 de setembro de 1540.

Aliás, foi no ano de 1541 que Inácio se elegeu o primeiro Superior Geral da Ordem, passando a residir na então cidade santa, Roma.

Morte de Inácio Loyola

Após tamanho feito, Inácio ficou muito debilitado, pois sua saúde se tornou muito frágil. Diante disso, Inácio faleceu no dia 31 de julho de 1556, aos 65 anos de idade.

Por sua vez, Gregório XV, no ano de 1622, celebrou a canonização de Inácio e, 300 anos mais tarde, o Papa Pio XI declarou Santo Inácio padroeiro dos retiros espirituais.

Oração de Santo Inácio Loyola – Tomai, Senhor

Tomai, Senhor, e recebei toda a minha liberdade e a minha memória também.

O meu entendimento e toda a minha vontade,

tudo o que tenho e possuo vós me destes com amor.

Todos os dons que me destes com gratidão vos devolvo.

Disponde deles, Senhor, segundo a vossa vontade.

Dai-me somente o vosso amor, vossa graça.

Isto me basta, nada mais quero pedir.

Oração de Santo Inácio Loyola – Alma de Cristo

Alma de Cristo, santificai-me.

Corpo de Cristo, salvai-me.

Sangue de Cristo, inebriai-me.

Água do lado de Cristo, lavai-me.

Paixão de Cristo, confortai-me.

Ó bom Jesus, ouvi-me.

Dentro das vossas chagas, escondei-me.

Não permitais que de Vós me separe.

Do espírito maligno, defendei-me.

Na hora da minha morte, chamai-me.

E mandai-me ir para Vós, para que vos louve com os vossos Santos, por todos os séculos.

Amém.

Elouise Lopes
Redatora da WebGo Content. Graduanda em Comunicação Organizacional na UTFPR, com experiência na área de Gestão de Pessoas e Marketing Digital.

Participe dos nossos grupos

TelegramCanal Telegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookPágina do Facebook

Curta nossa Página e receba nossas dicas

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.