Publicidade

Se você acha que merece mais do seu namorado leia isso

Por vezes entramos em relacionamentos em que o tempo vai passando e ficamos acomodados naquela relação, deixando de pensar sobre como realmente estamos nos sentindo em relação a outra pessoa e as suas atitudes. Estagnar essas percepções em relação ao outro pode ser uma grande anulação de quem somos e também de como nos sentimos no cotidiano.

Publicidade

Publicidade

Então, para responder essa pergunta, o primeiro passo é parar e pensar sobre a sua relação. Para isso é indicado que você procure um local sossegado, preferencialmente perto da natureza, como praias, cachoeiras e parques. Separe este momento na sua agenda de, pelo menos, 2 horas. No dia, leve consigo papel e caneta, reflita sobre situações e anote suas percepções e sentimentos.

Publicidade

Você está em uma relação tóxica?

Publicidade

Provavelmente se seus pensamentos sempre levam a refletir que você merece mais de seu namorado, esta relação está, no mínimo, desgastada. Mas é preciso atenção, será que você está em uma relação tóxica? É importante salientar que uma relação tóxica normalmente não nasce tóxica e sim, se torna tóxica. Justamente por conta disso, precisamos ficar atentas aos sinais para percebermos se estamos em uma relação saudável.

Um bom relacionamento é aquele que nos direciona para o desenvolvimento pessoal, para o crescimento, é uma relação que deve nos dar impulso e motivação. Em uma relação tóxica, é comum olharmos muito para o passado, para o que já dissemos, para ações que já tivemos anteriormente, sem espaço para o futuro, para compreender que somos seres que mudamos e aprendemos com nossas falhas.

Publicidade

Publicidade

Além disso, um relacionamento saudável, reconhecemos a nós mesmas, nos sentimos confortáveis para sermos quem realmente somos, sem a necessidade de cumprir roteiros preestabelecidos. Veja alguns sinais que podem indicar que você está em uma relação tóxica:

  • Excesso de discussão: vocês estão discutindo mensalmente, semanalmente ou diariamente? Nenhuma dessas frequências é saudável, as discussões são normais, mas devem ser pontuais.
  • Falta de respeito: pegar o celular para olhar ou então insistir em mensagens o tempo todo para dar satisfação são situações de controle e vigilância e não de preocupação.
  •  Jogos psicológicos: a pessoa se coloca como vítima das situações ou então como “salvador”? Perceba se papéis foram criados e se estes papéis exercem algum sentimento de dominação ou dever.
  • Pouco reconhecimento do outro: a pessoa não reconhece suas qualidades e as suas realizações diárias? Por exemplo, você conquistou um novo emprego e a pessoa desdenha do cargo ou empresa ou ainda, você se formou em um curso e a pessoa diz coisas como “é só pagar que passa”.
  • Conversas tensas: você procura evitar determinados assuntos para não causar desconfortos? Precisa andar na ponta dos pés para não desencadear discussões? Desconfie desde ambiente de tensão na hora de dialogar.
  • Desejos e necessidades sistematicamente negados: se a pessoa anula os seus desejos e suas vontades.
  • Sensação de que sua voz está se apagando.
  • Veja também: Como saber se a pessoa está te roubando energia

Como sair de relacionamentos

Digamos que ficou claro que você está em um relacionamento abusivo, o próximo passo é terminar esta relação. É claro, pedir para que uma pessoa deixe de uma relação tóxica não é tão simples, pois ela se encontra envolvida com esta pessoa tóxica, por isso, uma forma de dar início ao fim é contar sobre a sua relação para seus familiares e amigos que você sabe que irão te apoiar neste momento, sabermos que não ficaremos sozinhas é muito importante para rompermos essa relação. Uma boa saída é parar de ver a pessoa, então viajar, passar um tempo na casa de outras pessoas é uma boa alternativa.

Algumas recomendações que servem neste momento:

  • Lembre-se que se as coisas ainda não melhoram, elas não vão melhorar e provavelmente nunca irão melhorar.
  • Entenda que relações tóxicas infelizmente são confusas, não espere deixar de amar a pessoa para terminar a relação.
  • No caso de relações violentas, faça Boletim de Ocorrência e peça Medida Protetiva, sua vida deve vir acima de tudo.

Saúde mental e autoestima

Procurar a ajuda de uma psicóloga é extremamente importante, tanto para identificar que você está em uma relação tóxica, quanto para sair dela, visto que além de força de vontade, alguns pontos como autoestima precisam ser trabalhados. Então não tenha vergonha de pedir ajuda, os relacionamentos tóxicos infelizmente são mais comuns do que a gente imagina e existem redes de apoio incríveis para pessoas que estão passando por esta situação. A Rede de Saúde Feminista conta com diversas ações de acolhimento nestes casos.

Também é preciso ressaltar que não são apenas relacionamentos amorosos que podem ser tóxicos, é possível ter uma amizade tóxica ou até uma relação entre mãe e filha tóxica. Lembre-se que independente desta relação, você é uma pessoa que merece ser amada e respeitada, trata-se apenas de uma fase e não uma condição eterna, você é capaz de sair dessa, amar novamente e ser amada.

Participe dos nossos grupos

TelegramCanal Telegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookPágina do Facebook

Curta nossa Página e receba nossas dicas

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.