Publicidade

Se você se sente pouco amado no relacionamento, então precisa ler isso

Se você se sente pouco amado

Durante os relacionamentos, é comum que surjam certas sensações, questionamentos e dúvidas sobre como vai a relação. Em geral, isso acontece quando o relacionamento cai na rotina e a outra pessoa parece estar distante. Portanto, se você se sente pouco amado no seu relacionamento, então continue lendo, que esse texto é para você.

Publicidade

Por que essa sensação surge?

Publicidade

Como mencionamos ali em cima, é provável que, com o relacionamento caindo na rotina, a outra pessoa pareça mais distante. O que alimenta essa insegurança é o fato de não ter atitudes românticas, nem mesmo de haver frases bonitas. Até porque, essas coisas são feitas no momento da paquera, na intenção de fazer a conquista.

Publicidade

Publicidade

Mais adiante, depois que provas de amor já foram dadas e o romance se estabiliza, a relação tende a ser mais leve. Afinal, já se instaurou a segurança no relacionamento, pois um sabe dos sentimentos do outro.

No entanto, da mesma forma que essa segurança se estabelece, outra insegurança aparece, que é justamente a dúvida se os sentimentos ainda existem. No meio disso, uma coisa só é certa: não basta amar, é preciso demonstrar esse amor.

Procure as evidências

Publicidade

Publicidade

Será que a outra pessoa se distanciou mesmo? Se não tem certeza, então procure as evidências. Para tanto, você pode analisar se “as entrelinhas”.

Desse modo, para saber se a pessoa ama você, veja se ela compartilha coisas importantes com você ou, então, quão parte da rotina dela você é. Afinal de contas, quando o relacionamento se estabiliza, é porque um já faz parte o suficiente da vida do outro. E isso não é ruim.

Mas se, por outro lado, o distanciamento é tal que você mal sabe da vida dela, aí há um grande problema. Nesse caso, você pode procurar conversar de maneira bem sincera. Assim, ela vai saber como você está se sentindo e vai ser possível se acertarem. Dependendo da situação, quem sabe até a fase da paquera ganha força outra vez. Seria legal, você não acha? Por isso, converse francamente.

Se você se sente pouco amado no seu relacionamento, diga.

Às vezes, esse distanciamento acontece porque um tira conclusões precipitadas e ninguém se manifesta, o que só aumenta a distância. Mas não é isso que precisa acontecer. Se você ama, demonstre. Afinal, quando um demonstra o seu amor, o outro também pode querer demonstrar mais.

A importância da demonstração

Publicidade

Publicidade

Mesmo depois de já ter conquistado a pessoa amada, não custa nada manter as atitudes românticas. Isso porque elas sempre alimentam o sentimento da paixão, que é essencial numa vida a dois.

Quando não há demonstração, é difícil saber se a pessoa ainda está interessada no relacionamento. Não tendo provas do agora, é difícil não questionar. Por isso, por mais que a relação caia na rotina, não significa que não seja necessário mostrar o que você sente.

Do contrário, com o tempo, a distância ganha tamanha proporção que é impossível ter, ainda, um relacionamento. O amor precisa estar presente, assim como a paixão. Aliás, para ter e manter um relacionamento, é preciso sabedoria, sobretudo equilíbrio.

É importante pensar em como vai o outro, o que está acontecendo na vida dele que possa estar refletindo de tal maneira na relação. Da mesma forma, o outro também deve ter empatia por você.

Como seres humanos, meros mortais, estamos expostos ao acaso. A vida é incerta, e às vezes acontecem coisas que preferimos guardar para nós mesmos, a fim de entender o que são para, depois, compartilharmos com outrem. A introspecção e o isolamento fazem parte. Diante disso, é preciso saber respeitar o espaço do outro.

Nenhum amor humano é suficiente — mas não tem problema

Publicidade

Publicidade

No meio disso tudo, só um amor importa: o amor que vem de Deus.

Por mais que as pessoas nos amem da melhor maneira que podem, é difícil que a gente se contente. Por mais ideal que um amor possa parecer, é normal parecer que ainda falta algo. Afinal, essa é a humanidade. É difícil prever seus passos.

No quesito humanidade, o amor mais importante é o amor próprio. Pensando no mundo sobrenatural, o amor mais importante é o amor de Deus. Isso porque a busca desenfreada pelos amores terrenos revela falta de amor por nós mesmos. Quando encontramos Deus, porém, já não temos mais necessidade de algo tão ilusório quanto o amor baseado em expectativas irreais.

Portanto, se você se sente pouco amado, saiba que isso não é verdade. Nós só precisamos saber amar a nós mesmos e, sobretudo, a Deus. Assim, a solidão se afasta de nós, bem como o sentimento de que somos pouco amados.

Elouise Lopes
Redatora da WebGo Content. Graduanda em Comunicação Organizacional na UTFPR, com experiência na área de Gestão de Pessoas e Marketing Digital.

Participe dos nossos grupos

TelegramCanal Telegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookPágina do Facebook

Curta nossa Página e receba nossas dicas

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.