Publicidade

7 sinais de que você precisa mudar a sua relação com seu corpo

Manter uma boa relação com o próprio corpo nem sempre é uma tarefa fácil. Para além das questões de saúde, desde sempre mulheres, e homens também, são bombardeados por uma mídia que cobra constantemente uma imagem inalcançável de corpos perfeitos.

Publicidade

Publicidade

O excesso de preocupação em se encaixar nos padrões atinge uma grande parcela de pessoas, mas engana-se quem pensa que só isso define uma relação ruim com o próprio corpo. O desleixo também entra nesse patamar, e é um sinal de que talvez seja necessário mudar alguma coisa.

Publicidade

Publicidade

Na maior parte das vezes a preocupação ou despreocupação excessiva com a própria imagem e saúde, está relacionada a algum tipo de distúrbio. A falta de autoestima é o mais comum, porém outros problemas como a depressão e traumas passados também são fatores determinantes.

relação com corpo

Um relacionamento saudável consigo mesmo, diz respeito a aparência e também a saúde. Por isso, é preciso saber identificar os sinais de quando é necessário intervir para melhorar essa percepção.

Publicidade

Publicidade

Veja a seguir os 7 sinais de que é preciso mudar a relação com o seu corpo.

1 – Você costuma evitar a sua própria imagem no espelho – Relação com o próprio corpo

Uma das ações mais básicas do dia a dia é a de se olhar no espelho, de corpo inteiro. Sentir desconforto nisso demonstra que existe um sério problema de autoestima em você.

Esse mal-estar pode estar ligado a uma área específica do corpo, ou de forma geral. De qualquer forma se essa é uma reação constante, isso precisa ser trabalhado com seriedade.

2 – Você passa muito tempo se imaginando em um “corpo perfeito”

Ter desejos de uma aparência mais atraente conforme o próprio gosto é normal. Porém, quando se passa muito tempo do dia pensando apenas nisso, pode ser um sinal de que o desejo está se tornando uma obsessão.

3 – Suas idas ao médico são menos frequentes do que deveriam ser

A falta de atenção aos sinais do próprio corpo podem representar graves danos a saúde.

Publicidade

Publicidade

Ficar adiando aquela visita ao médico por falta de interesse, ou mesmo não se conhecer o suficiente para saber quando há algo de errado, é um sério indício de que a sua relação com o seu corpo precisa melhorar muito.

4 – Você se sente inferior em comparação com a imagem de outras pessoas

Tudo bem ter certa admiração e até se sentir inspirado por um corpo alheio. Porém, ficar se comparando e encontrando vários defeitos em si mesmo não é nem um pouco saudável.

A comparação e, consequentemente, imagem de inferioridade que se faz do próprio corpo, demonstra que existe um distúrbio ligado a baixa autoestima. Isso precisa ser trabalhado pelo indivíduo, pois pode acarretar problemas psicológicos mais graves.

Ansiedade, depressão e até mesmo a abertura para que relacionamentos abusivos e cheio de dependência emocional se instalem na vida da pessoa, são bastante comuns quando não se busca ajuda nesses casos.

5 – Suas preocupações com higiene pessoal e aparência são mínimas

É menos frequente do que o contrário, é verdade, porém não se preocupar o bastante com o próprio asseio e se desleixar em excesso com a própria aparência, é muito preocupante.

Publicidade

Publicidade

Nesses casos, o problema vai muito além do que a despreocupação com a própria imagem. Esses casos são bem típicos de quem nutre distúrbios mentais mais graves como a depressão, por exemplo.

A pessoa pode se sentir em um estado de vazio ou torpor tão grande, que as questões mais básicas do bem-estar lhe são alheias. Tomar um banho ou pentear os cabelos, por exemplo, são tarefas muito difíceis ou mesmo sem razão de ser.

Esse é um sinal claro de um pedido de socorro para melhorar a relação com o corpo, e mais ainda com a mente. Tratamento psicoterapêutico nesses casos é urgente.

6 – Você está sempre se privando na hora de comer – Relação com o próprio corpo

Existem pessoas que passam anos inseridos em rotinas de restrições alimentares por conta do desejo de atingir o peso ideal.

Comer de forma saudável é uma grande prova de amor consigo mesmo, porém, se privar sempre daquilo que se gosta e ter obsessão em manter uma alimentação regrada pode demonstrar exatamente o contrário.

Publicidade

Publicidade

Pessoas com dificuldade em cultivar o amor próprio e a aceitação, podem querer compensar o vazio que sentem por meio da busca da imagem ideal. Esse mal atinge pessoas acima do peso, mas isso não é uma exclusividade.

Pessoas consideradas “fitness” que não aceitam engordar o mínimo que seja, e se punem cada vez que isso acontece, também precisam melhorar, e muito, a relação com o próprio corpo.

7 – Você come em excesso – Relação com o próprio corpo

Por outro lado, as pessoas que comem em excesso sempre, ou quando se sentem aflitas por algo, também precisam mudar alguma coisa.

A comida em si, tem um teor reconfortante muito grande para uma boa parcela da população. Dessa forma, ela pode se apresentar como um tipo de “recompensa” ou mesmo “compensação” para situações frustrantes do dia a dia.

Esse tipo de relação com a comida não é saudável, pois pode acarretar em excesso de peso, chegando ao grau de obesidade.

Publicidade

Publicidade

O contrário também é comum, podendo esses hábitos acarretarem bulimia ou anorexia. Isso porque, no arrependimento por ter comido tanto, a pessoa pode induzir a saída do alimento do corpo.

Distúrbios alimentares são um grave indício de que a relação com o próprio corpo precisa de atenção rápida.

Leia também

Esses foram os 7 sinais de que a relação com o seu corpo precisa melhorar.

É sempre bom lembrar que a maior parte está relacionada a problemas emocionais mais profundos. Em casos de identificação com um ou mais dos citados acima, o melhor a se fazer é buscar a ajuda profissional de um psicólogo.

Publicidade

Publicidade

Veja também: Você está precisando dar um tempo no relacionamento? Confira 7 sinais

Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura do Centro Educacional Uninter. Trabalha na área de comunicação como Social Media e Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para material publicitário.

Participe dos nossos grupos

TelegramCanal Telegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookPágina do Facebook

Curta nossa Página e receba nossas dicas

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.