Publicidade

De onde surgiu a superstição do gato preto? História revelada! – Confira!

De onde surgiu a superstição do gato preto

A história do gato preto e o azar não é novidade. Inclusive, é por isso que muitas pessoas evitam esse bichinho. Mas, de onde surgiu a superstição do gato preto? Será, mesmo, que você deve evitar cruzar com ele? É o que vamos tratar nas próximas linhas. Confira!

Publicidade

Mitos sobre gato preto — o gato no Egito Antigo

Publicidade

Quem tem gato preto, provavelmente já ouviu alguém dizer para “redobrar o cuidado na época de Halloween”. Isso porque as pessoas o entendem como símbolo de superstição. Portanto, o problema surge quando agem de má fé contra o animal.

Publicidade

Publicidade

A verdade é que, ao longo do tempo, surgiram muitos mitos sobre o gato preto. No Egito Antigo, por exemplo, era muito comum o povo local adorar os gatos. Inclusive, adoravam tanto, que tinham os gatos pretos como deuses. Por isso, a produção de esculturas de gatos era alta. Da mesma forma, era proibido exportar os gatos para outros países. Dê uma olhada nas imagens a seguir.

história gato preto superstição gato preto

Apesar de serem diversas as razões para reverenciar gatos, os egípcios o faziam, principalmente, porque acreditavam que eles traziam boa sorte para quem cuidava deles. Assim, para agradá-los, muitas famílias ricas lhes cobriam de joias e ainda lhes  serviam da comida da realeza. Quando os gatos morriam, também, eram mumificados.

Publicidade

Publicidade

Se alguém ousasse matá-los, era condenado à morte.

Amigo das bruxas: o gato preto na Idade Média

Porém, na Idade Média, o que se estabeleceu foi uma relação entre gato e azar, a qual se conhece até hoje. Aqui é de onde surgiu a superstição do gato preto.

Isto porque, na Europa, andavam lado a lado com as bruxas — um dos personagens mais ilustres da Idade Média. Com a alta das epidemias, as bruxas sofreram maior perseguição, por causa das ações demoníacas que prestavam. Desse modo, culpavam a elas e a seus feitiços pelos grandes transtornos.

O que acontece, em relação aos gatos, é que eles, por terem hábitos noturnos, serem independentes e misteriosos, eram o companheiro ideal das bruxas. Além disso, também serviam de companhia para os pobres e para os mendigos, fator combustível para o preconceito com os bichinhos.

Havia uma associação, ainda, da cor preta com trevas, forças malignas, impureza e mal.

gato preto dá azar
Publicidade

Publicidade

Sem falar que, em Lisboa, numa comunidade chamada Auto de Fé, houve relatos de que bruxas apareciam na forma de cães e gatos, ou mesmo que esses animais eram a reencarnação do próprio diabo. Esse foi o cúmulo, pois o Papa Gregório IX, ao fazer este decreto, levou os felinos a serem perseguidos de maneira incansável.

Por fim, a caça aos gatos foi tão grande que não havia mais felinos para eliminar os ratos. Assim, milhares de europeus morreram com a Peste Negra.

A superstição do gato preto no dia de hoje

Depois de tanto tempo, ainda surgem especulações sobre a origem dos gatos pretos, as quais ganham força na época do Halloween.

Mas é claro que não há nenhuma comprovação de que esses animais ou a cor da pelugem deles tenham alguma relação com as forças malignas de que se falava há muito tempo. Inclusive, há  reformulações na história, como forma de combate a certos equívocos da sociedade.

Um dessas reformulações é um estudo sobre a cor dos pelos. Segundo o estudo, a verdade é que os gatos pretos apresentam altos níveis de melanina em seu corpo e pelos. E essa linhagem, inclusive, origina de uma raça norte-americana domesticada há dezenas de anos, chamada Bombain.

Publicidade

Publicidade

Mesmo assim, algumas pessoas usam dessas crenças (que hoje não têm coerência) para agredir, envenenar e maltratar esses animais. Entretanto, vale ressaltar que, diferente da Idade Média, a Lei está do lado deles, pois o maltrato a eles se caracteriza como crime ambiental. De maneira semelhante, inclusive, a regiões como o Egito Antigo e Birmânia, que os protegiam tanto.

Em todo caso, apesar de haver quem atravesse a rua para não cruzar com um gato preto, para “prevenir” o perigo, os gatos em geral são ótimas companhias para os humanos e, como outros animais, fazem muito bem a qualquer hora.

superstição gato preto

No fim das contas, são os humanos que criam teorias que definem os animais em “agradáveis” e “desagradáveis”.

Agora que você já sabe de onde surgiu a superstição do gato preto, é hora de lutar contra esse preconceito também! Afinal, que mal pode fazer um ser tão inocente?

gato preto

 

Redatora da WebGo Content. Graduanda em Comunicação Organizacional na UTFPR, com experiência na área de Gestão de Pessoas e Marketing Digital.

Participe dos nossos grupos

TelegramCanal Telegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookPágina do Facebook

Curta nossa Página e receba nossas dicas

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.