Melhores plantas para equilibrar a energia da sua casa

As plantas têm uma capacidade incrível de filtrar energias e transformar ambientes. Não à toa, estudos mostram que em lugares com muitas plantas as pessoas conseguem se concentrar com maior facilidade.

Além disso, as plantas conseguem dispersar concentrações de toxinas e aumentar a umidade do ambiente, o que melhora a qualidade do ar e age diretamente na saúde do sistema respiratório.

Mas é claro, temos que ter em mente que estes efeitos positivos só acontecem quando as plantas estão bem cuidadas e isso está totalmente relacionado a quantidade de luz, de água, qualidade do solo e adaptação das plantas ao clima local.

Do contrário, plantas abandonadas têm um efeito deprimente. Diante dessas questões, separamos alguma plantas para equilibrar a energia da sua casa.

Costela de Adão – Monstera deliciosa

Costela de adão

Com folhas grandes e lindamente delineadas esta planta é de fácil adaptação em apartamentos, pois gosta de receber luz de forma indireta e se adapta muito bem ao clima tropical, visto que é uma planta de origem mexicana. Trata-se de uma planta que não requer muitos cuidados, apenas a rega uma vez por semana.

Aspidistra – Aspidistra elatior

planta aspidistra

Com lindas folhas verdes e flores roxas, a aspidistra é uma planta originária da Ásia muito resistente. Devido a sua região de clima subtropical e temperado, ela convive muito bem com mudanças de temperatura e locais com pouca luz solar, preferencialmente sombras.

Lança de São Jorge – Sansevieria cylindrica

planta lança de são jorge

As folhas da Lança de São Jorge são cilíndricas e crescem em forma de leque. Uma vez ao ano, na primavera, ela floresce na base. A tonalidade das folhas varia entre verde escuro e verde claro e a flor é branca. Trata-se de uma planta que gosta de pouca água, cerca de uma colher de café por mês em locais secos.

Xanadu – Philodendron xanadu

Xandu

De origem brasileira, esta é uma planta de clima tropical que gosta de bastante água, mas que adapta muito bem a meia sombra, sombra e luz difusa. Um ponto negativo é que mesmo sendo muito boa para limpeza energética, esta planta contém sais de oxalato de cálcio, que podem provocar irritação nas mucosas de crianças pequenas e filhotes de animais domésticos.

 

Pimentas

Pimentas

Pimentas são bonitas, resistentes e muito bem-vindas na hora de cozinhar. Existe uma variedade muito grande de pimentas e cada uma precisa de cuidados específicos. No geral, as pimentas gostam de muito calor (quanto mais sol melhor!) e água, regue sempre que perceber que o solo está secando, pois o ideal é que o solo esteja sempre úmido.

 

Babosa – Aloe arborescens

planta babosa

A babosa é uma suculenta que tem várias utilidades, de tratamentos estéticos a medicinais. Seu tamanho varia de acordo com a sua disponibilidade espacial, ou seja, você pode encontrar babosas muito grandes na natureza e também pode plantá-las em vasos de pequeno e médio porte. Esta planta gosta de meia sombra ou sol e rega constante.

Lírio da Paz  – Spathiphyllum wallisii

Lírio da Paz

Sua folhagem verde escura, assim como as suas flores brancas são lindas. Trata-se de uma planta que gosta de meia sombra ou sombra e bastante umidade, então é uma excelente opção para ornamentar banheiros.

Dicas para cuidar das suas plantas dentro de casa

como cuidar das plantas

A primeira dica para cuidar das suas plantas dentro de casa é escolher o melhor ambiente para elas. Algumas plantas vão preferir a umidade do banheiro, enquanto outras preferem a luz intensa da sacada, então pesquise sobre a espécie antes de definir onde seu vaso irá ficar. Após alocadas, é essencial regar as plantas na medida certa e para isso, esteja sempre atento na terra.

Assim como os móveis e o chão da nossa casa acumula o pó que entra pelas janelas e portas, as plantas também. Limpar o pó das folhas com frequência é importante para a respiração da planta, além disso, esse pó pode trazer toxinas que prejudicam o crescimento e saúde da planta.

Outra dica legal é adubar a terra da sua planta, tanto na terra inicial do plantio, quanto ao longo do tempo, pois é desta terra que sua planta tira os nutrientes para se desenvolver. Se possível, tenha uma composteira, mas este tipo de insumo também é vendido em floriculturas.

Também é possível que a sua planta tenha insetos, é claro que comparado a plantas que estão ao ar livre estes insetos terão uma proporção muito menor. Mas é comum algumas plantas chamarem pulgões e formigas.

Nestes casos, procure soluções caseiras como a mistura de álcool e vinagre que pode ser aplicada nas folhas com algodão ou mistura de água com sabão de coco, que pode ser pulverizada.

 

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.