Nomes Masculinos com J: dos mais populares, aos mais ousados

Dos mais variados momentos que existem entre pais e filhos pode-se citar a escolha do nome do bebê como um dos mais importantes. Muitos pais podem se perder diante das infinitas possibilidades de nomes para seu filho, mas preze pela fácil pronúncia e pela escrita, analisando todas as opções.

A maioria dos nomes carrega um significado, então, que tal saber o que realmente aquela palavra está querendo dizer? Ela até pode servir de “amuleto” para o bebê, principalmente quando for algum nome que transmita força.

Exemplos de nomes são aqueles que iniciam com a letra J. Seu bebê terá muitas alternativas interessantes. Você acha João e José tradicionais demais? Então, que tal saber que outros nomes com J você pode colocar em seu filho?

Significado dos principais nomes masculinos com letra J

Embora seja um nome bem antigo, João é ainda bem atual e muito escolhido pelos brasileiros para um futuro bebê – às vezes, um nome comum pode ser ainda mais valioso para seu filho.

Conheça o significado de João, José e mais 10 outros nomes com J!

João

Nomes Masculinos com J: dos mais populares, aos mais ousadosJoão tem origem no Hebraico yehohanan, que quer dizer “Jeová é benéfico”. Pode-se traduzir o nome também como “Deus perdoa”, “a graça e misericórdia de Deus”, “Deus é cheio de graça” ou “agraciado por Deus”.

Nas Escrituras Sagradas, João é um dos apóstolos de Jesus Cristo. O nome também descreve João Batista, profeta enviado para preparar o caminho para a chegada do Messias, filho de Zacarias e Isabel.

No Brasil, João aparece em vários nomes compostos, como João Henrique ou João Pedro. A versão feminina de João é Joana.

José

O nome José vem do Hebraico Yosef, que significa “Deus acrescentará, aumentará”, também entendido como “acréscimo do Senhor” ou “Deus multiplica”.

Em meados do século XVI, José foi um nome que surgiu em documentos em Portugal com a grafia Joseph.

Na Bíblia, José é o marido de Maria e pai adotivo de Jesus. O nome também refere-se a vários outros personagens, tais como o filho de Jacó e Raquel.

Joaquim

Joaquim é um nome bíblico que vem do Hebraico yehoakim, que significa “Jeová disporá”. Significa, desse modo, que “Deus estabeleceu” ou “Jeová estabeleceu”.

Nas Escrituras Sagradas, Joaquim é o nome de um dos reis de Judá, sendo que ele foi levado pelo rei Nabucodonosor para o cativeiro na Babilônia.

Em Portugal, o nome surgiu pela primeira vez por volta do século XVIII, seguindo com popularidade em vários países, como Itália, Espanha, Alemanha e, é claro, Brasil.

Jonathan

É um nome Inglês variante do nome Jônatas, originário do Hebraico yonatan, que significa “dádiva do Senhor” ou “dado por Deus”.

Jonathan aparece na Bíblia como sendo o filho do rei Saul, muito conhecido por ter uma amizade leal com Davi. O nome também designa muitos outros personagens das Escrituras. Por tal amizade que tinha com Davi, o nome Joaquim também passa a ideia de “amizade inabalável”.

Jefferson/Jeferson

Significa “filho de Jeffrey”, “filho de Jofre” ou “filho do pacificador da cidade”.O nome se origina da expressão inglesa Jeffrey’sson, que significa “filho de Jeffrey”. Jeffrey, por sua vez, é a versão inglesa do nome Jofre, de origem germânica, que quer dizer “pacificador da cidade”.

O nome era muito comum nos Estados Unidos como uma forma de homenagear Thomas Jefferson, terceiro presidente daquele país e que ficou conhecido por ser o principal autor da Declaração da Independência.

Jorge

Jorge, como mencionado anteriormente, vem do Grego geórgios, que significa “agricultor” ou “aquele que trabalha com a terra”.

Na Inglaterra, o nome é ainda muito visto com a sua variante George.

São Jorge é um dos santos mais venerados pelos católicos, principalmente por conta de suas lendas, além de sua personalidade forte, resistente e resiliente.

Júnior

Júnior é uma palavra qualificativa, pois vem do Latim junior, que significa “homem mais jovem”, comparativo de juvenis, que quer dizer “jovem”, do Indo-Europeu yeu-, que é “vigor jovem, força vital”.

O nome Júnior é comumente utilizado para distinguir um filho que tem o mesmo nome do pai, embora no Brasil tenha se tornado comum o uso como nome próprio.

Jonas

Significa “pomba”, conforme sua origem, do Hebraico jonah.  Esse nome começou a ser usado na Europa, após a Reforma Protestante, no século XV. De origem bíblica, destaca-se o profeta Jonas, cuja história aborda como ele foi engolido por um peixe gigante e cuspido, três dias após, vivo – conforme o relato, essa foi uma punição por Jonas ter desobedecido a Deus.

Jean

Jean é a variante francesa de João. Dessa maneira, possui o mesmo significado deste nome: “Deus perdoa”, “Deus é cheio de graça”, “a graça e misericórdia de Deus”, “agraciado por Deus”.

No Brasil, encontra-se a variante Gean, com “g”.

Josué

Significa “Deus é a salvação”, “Javé é salvação” ou “Jeová é auxílio”. Sua origem etimológica vem do Hebraico yehoshua, que quer dizer “Jeová salva”.

Na Bíblia, Josué foi um dos doze espiões enviados por Moisés para Canaã, tornando-se líder do povo de Deus, após a morte de Moisés. Por curiosidade, o nome de Josué era inicialmente Oséias, mas foi Moisés que decidiu mudar seu nome, chamando-o de Josué.

Juliano

O nome Juliano vem do Latim julianus, que significa “filho de Julius (Júlio), que se deriva de dyaus, em Sânscrito, “céu” e, por extensão, significa “deus”.

Logo, Juliano significa “da natureza de Júlio”. Muitos consideram o significado do nome como “da natureza do que é jovem” ou “aquele que parece ser jovem”.

O nome Juliano surgiu primeiramente na Inglaterra, no século XIII. No Brasil, esta opção é muito popular entre os meninos, enquanto que a versão feminina de Juliano é Juliana, sendo tão escolhida pelos pais quanto a variante masculina.

Joel

Joel é mais um nome bíblico que vem do Hebraico yo’el e significa “Jeová é Deus”. É, também, possível traduzir o nome como “aquele que é determinado” ou “Deus é o Senhor”.

Na Bíblia Sagrada, Joel é a designação de vários personagens, entre os quais se destaca o filho de Petuel, autor do livro de Joel.

O nome foi adotado como opção cristã na Inglaterra após a Reforma Protestante. Nos Estados Unidos, este nome também é bem comum entre os judeus.

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.