Significado de Adriana – Origem do nome, História e Personalidade

Adriana significa “quem vem da Ádria”, “muita água”  ou “aquela que é escura ou morena”. O nome surgiu a partir do feminino de Adrião ou Adriano, na segunda metade do século XII, em Portugal.

Origem do nome Adriana

A principal origem do nome Adriana vem do latim Adrianus, que significa aquele que é natural da Ádria – cidade situada ao norte da Itária, banhada pelo mar Adriático – ou da palavra latina ater, que quer dizer escuro ou preto.

Alguns estudiosos também acreditam em uma terceira vertente, dessa vez dos etruscos, que utilizavam variações de Adriana para denominar a água.

Para os povos da Europa Oriental que nomeavam com Adriana, as chances é que tenham sido mais influenciados pela Adar,  nome dado ao Deus do fogo, cultuado pelos heráclidas, na Grécia Antiga.

A versão masculina de Adriana é bastante popular, uma vez que vários papas e santos levam o mesmo nome, em especial, Santo Adriano, martirizado no ano de 304 d.C.

significado de Adriana

Adriana em diferentes idiomas

O nome Adriana é mais comum em França, Espanha e países latinos, sobretudo no Brasil. No entanto, de acordo com cada nação, varia-se a grafia e a pronúncia do nome. Essas transformações, no entanto, pouco alteram o significado do nome.

Abaixo, segue a equivalência do feminino Adriana em diferentes idiomas:

  • Francês: Adrien;
  • Inglês: Adrianne;
  • Alemão: Adriane;
  • Espanhol: Adriana.

Versões do nome

A grafia e a pronúncia de Adriana podem variar muito conforme a localidade. A diferença é que, ao contrário dos principais nomes populares no Brasil, esse não é usado de modo composto, ou seja, acompanhado de um segundo nome próprio.

  • Adriane;
  • Ariane;
  • Adriene;
  • Adreane;
  • Adri;
  • Drica;
  • Adreana.

Personalidade de quem se chama Adriana

Quem se chama Adriana costuma ser alegre, comunicativa, criativa e muito sociável, preferindo sempre o agito, apesar de ter paixão pelos afazeres domésticos.

A personalidade de Adriana é forte e costuma transmitir muita segurança emocional às pessoas de seu convívio, principalmente porque adora dar conselhos. O problema é que, às vezes, esse impulso de querer ajudar o próximo pode acabar sendo excessivo, de modo a tornar-se um pouco incisiva, insistente ou até egoísta, já que prefere ver os outros fazendo aquilo que ela quer, do que o que realmente os demais precisam.

Entre suas qualidades, destaque para simpatia, paciência, generosidade e alegria. Já os defeitos são egocentrismo, teimosia e procrastinação.

Avatar
Jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) e pós-graduanda em Negócios Digitais. Tem mais de 600 artigos publicados em sites dos mais variados nichos e quatro anos de experiência em marketing digital. Em seus trabalhos, busca usar da informação consciente como um instrumento de impacto positivo na sociedade.

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.