Publicidade

Significado de Francisca – Origem do nome, História e Personalidade

O significado de Francisca é “livre”, “libertária”, “humilde” ou “originária da frança”. O nome provém da versão masculina Francisco, utilizado desde 1280 entre ingleses e franceses – a alternativa feminina aparece no mundo a partir do século XV, quando ganhou popularidade em várias regiões da Europa.

Publicidade

Origem do nome

Publicidade

A origem do nome Francisca é do latim Franciscus, que quer dizer “livre” ou “libertário”. No entanto, há historiadores que registram o nome do Frankisk, que quer dizer “nacionalidade francesa”, em germânico. Inclusive, o nome era utilizado entre o povo germano da Idade Média como um apelido para certos tipos de machados usados nas guerras.

Publicidade

significado de francisca

Francisca em diferentes idiomas

Publicidade

O nome Francisca não é muito comum, mundialmente falando, por isso, muitas línguas (principalmente as que derivam do eslavo) não possuem equivalentes.

Abaixo, segue como é registrado esse nome em diferentes idiomas ao redor do globo:

  • Inglês: Frances;
  • Francês: Françoise;
  • Italiano: Francesca;
  • Alemão: Franciska.

Versões do nome

  • Francielle;
  • Francis;
  • Francesca;
  • Frances;
  • Fany;
  • Francine;
  • Fran;
  • Maria Francisca;
  • Ana Francisca.

A personalidade de quem se chama Francisca

Publicidade

Publicidade

Tal como o próprio significado do nome, as Franciscas costumam ser pessoas muito humildes, intuitivas, respeitosas, generosas, previsíveis e harmoniosas. Aliás, por conta dessa sensibilidade inerente que possuem, tendem a tornarem-se boas artesãs, escritoras ou artistas.

Quem se chama Francisca gosta de aproveitar ao máximo os prazeres da vida e sabe que, para conquistar os seus sonhos mais ambiciosos (que, aliás, não são muitos), precisa manter o máximo de estabilidade emocional.

Quando o assunto é se relacionar com os outros, elas estarão sempre em busca de aprovação alheia e poderão fazer de tudo para conquistá-la – até mentir ou manipular as situações a favor de si mesmas. No entanto, isso só esconde a dependência emocional que têm nos outros para conseguir alimentar o seu próprio ego.

Jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) e especialista em Negócios Digitais. Tem mais de 600 artigos publicados em sites dos mais variados nichos e quatro anos de experiência em marketing digital. Em seus trabalhos, busca usar da informação consciente como um instrumento de impacto positivo na sociedade.

Participe dos nossos grupos

TelegramCanal Telegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookPágina do Facebook

Curta nossa Página e receba nossas dicas

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.